Av. Fabio Zahran, 6430 - Vila Carvalho - Campo Grande / MS

(67) 99117-1275 / (67) 3211-6535

ampliar

Recém-chegado na rede de concessionárias, o HB20 2020 vem recheado de novidades de novidades tecnológicas e de segurança. Tudo isso de olho no seu maior rival (e de toda a categoria de entrada das montadoras), o Chevrolet Onix, que também já é 2020 e lidera o segmento há alguns anos. Abaixo, você confere um vídeo especial que fizemos com as versões topo de linha, Diamond Plus 1.0T 12v A/T, pelas estradas da Bahia e em uma pista de testes. Na reta do aeroporto de Comandatuba passamos fácil dos 170 km/h.

Primeiro veículo da Hyundai Motor Brasil inspirado na nova linguagem de design da marca, a Esportividade Sensual, o compacto estreia com preços que variam entre R$ 46.490 e R$ 81.290. Produzido na fábrica da montadora em Piracicaba (SP), o modelo traz equipamentos inéditos em sua categoria, maior espaço interno e motor 1.0l Turbo GDI com injeção direta de combustível. 

Clique aqui e confira uma galeria de fotos da nova Família HB20.

Clique aqui e confira as fichas técnicas do novo HB20.

Motorização 

A grande novidade na segunda geração do compacto sul-coreano, e nosso escolhido para o teste, é o motor 1.0l Turbo GDI com injeção direta de combustível. O propulsor equipa as versões Evolution, Diamond e Diamond Plus do HB20 e HB20S.
 
Com o sistema de injeção direta (GDI), turbo e intercooler, o propulsor três-cilindros entrega potência de 120 cv, além do torque máximo de 17,5 kgf.m logo aos 1.500 rpm - em outras palavras, ultrapassagem e aceleração são mais eficientes do que nunca, pois a força total do motor está disponível quase que instantaneamente. A opção turbo está sempre acoplada ao câmbio automático de seis velocidades.
 
As motorizações disponíveis são:
 
Kappa 1.0l Turbo GDI 12V DOHC D-CVVT Flex
Cilindrada: 998 cm³
Potência: 120 (E) | 120 (G) a 6.000 rpm
Torque: 17,5 kgf.m (E) | 17,5 kgf.m a 1.500 rpm
Taxa de compressão: 10.5

Kappa 1.0l 12V DOHC CVVT Flex
Cilindrada: 998 cm³
Potência: 80 (E) | 75 (G) a 6.000 rpm
Torque: 10,2 kgf.m (E) | 9,4 kgf.m a 4.500 rpm
Taxa de compressão: 11.5

Gamma 1.6l 16V DOHC D-CVVT Flex
Cilindrada: 1,591 cm³
Potência: 130 (E) | 123 (G) a 6.000 rpm
Torque: 16,5 kgf.m (E) | 16,0 kgf.m a 4.500 rpm
Taxa de compressão: 11.0

Versões
 
A segunda geração do HB20 está disponível em versões inéditas. Para a configuração hatch são: Sense (1.0l MT), Vision (1.0l MT, 1.6l MT e 1.6l AT) Evolution (1.0l MT e 1.0 Turbo GDI AT), Launch Edition (1.6l AT), Diamond (1.0l Turbo GDI AT) e Diamond Plus (1.0l Turbo GDI AT).
 
Já o HB20S sai de fábrica com opções Vision (1.0l MT, 1.6l MT e 1.6l AT), Evolution (1.0l MT e 1.0 Turbo GDI AT), Diamond (1.0l Turbo GDI AT) e Diamond Plus (1.0l Turbo GDI AT).
 
A família fica completa com o aventureiro HB20X, disponível nas versões Vision (1.6l MT e 1.6l AT), Evolution (1.6l AT), Diamond (1.6l AT) e Diamond Plus (1.6l AT).
                                                               
Por fora
 
O visual foi o ponto mais criticado em nossas redes sociais com o spoilers que a Hyundai divulgou na semana passada, para tentar apagar um pouco a chegada do Chevrolet Onix, que, na nossa opinião, tem um ar muito mais agradável aos olhos na primeira impressão. Até lembraram da primeira geração do Ford Focus, vendida por aqui no início dos anos 2000. (Vale a pena você fazer uma rápida pesquisa na internet e fazer a comparação).

O grupo de design da Hyundai fez questão de destacar que o carro ganhou toques de sofisticação e a sensação de poder e velocidade. Entre os destaques estão a grade dianteira, com efeito cascata, e os novos faróis, que acompanham lado a lado os vincos do capô.
 
As linhas que cortam a silhueta lateral do HB20 partem dos faróis – elas aparecem entre as janelas e as maçanetas, e terminam no meio da porta traseira. Outro vinco surge nas bases das portas e complementa o visual.  As novas rodas de liga leve e o conceito de teto flutuante (disponível no HB20 e no HB20X) também dão um toque moderno à carroceria.
 
O design traseiro tem um quê da alemã BMW Serie 1. As lanternas fornecem uma assinatura com todas as luzes acesas, mas infelizmente não possuem iluminação em LED.
 
Na configuração sedã, o caimento mais prolongado do teto até o porta-malas proporciona ares de fastback ao três-volumes e remete à identidade visual dos “irmãos maiores” Elantra e Sonata. Assim como nesses sedãs, o HB20S traz lanternas horizontalizadas, boa área envidraçada traseira e placa reposicionada para o para-choque. E não tem como não lembrar de alguns modelos da Mercedes-Benz.
 
Uma gama de 9 cores exteriores estará disponível para a nova família HB20, sendo 8 delas inéditas. São elas a sólida Branco Atlas, as metálicas Prata Brisk, Cinza Silk, Cinza Khaki, e as perolizadas Azul Sapphire, Verde Amazon e Vermelho Magic.
 
Por dentro
 
Internamente, o HB20 é totalmente novo. Uma pena ainda usarem muito plástico, ainda mais em um carro que passa dos R$ 80 mil nas versões topo de linha.
 
Todas as versões tiveram seus bancos renovados. Um dos grandes destaques do estilo interior é o acabamento Marrom Desert, disponível para a versão Diamond Plus do hatch. Nela, a cor marrom aparece no painel, no console, nos painéis das portas, nos bancos em couro e no volante, este também revestido em couro. Alguns detalhes na cor azul aparecem ao longo do painel e nas costuras do banco, volante e manopla de cambio. Mas não combinam muito com o tom marrom monocromático que toma conta do habitáculo. 
 
Espaço
 
O espaço interno da nova geração do HB20 foi aprimorado visando à melhor ocupação pelos passageiros, crescendo 30 mm no entre-eixos. O vão para as pernas no banco traseiro cresceu 47 mm, o que se traduz em mais conforto para quem viaja na segunda fileira. O porta-malas segue com 300 litros nas configurações hatch e X, e passa de 450 litros para 475 litros na configuração sedã.
 
Conforto e conveniência
 
A versão topo de linha tem itens como chave presencial Smart Key, vidros elétricos dianteiros e traseiros com função one touch e antiesmagamento, acendimento automático dos faróis, piloto automático e limitador de velocidade.
 
Além disso, conta com partida do motor por botão, alavancas no volante para trocas de marcha (Smart Shift), sistema Stop & Go de parada e partida automática do motor, e a nova central multimídia flutuante com tela touchscreen de 8 polegadas, oferecendo conectividade com smartphone por meio do Apple Car Play e do Google Android Auto.
 
Estão disponíveis para todas as versões direção elétrica e banco do motorista com ajuste de altura por alavanca.
 
Bem mais seguro
 
O Hyundai HB20 dá um salto nestes quesitos em sua nova geração. A versão mais completa de toda a linha HB20, HB20S e HB20X, a Diamond Plus, dispõe de sistema de alerta e frenagem autônomo e alerta de mudança de faixa - itens únicos no segmento -, monitoramento de pressão dos pneus (TPMS) e câmera de ré com monitoramento da traseira (DRVM).
 
Na estrutura da carroceria do novo HB20, a participação de aço de alta resistência passou de 19% para 30% em todas as configurações. Esta melhoria contribui diretamente para a redução de peso e aumento da segurança em colisões.
 
A versão topo de linha também sai de fábrica com quatro airbags, sendo dois frontais e dois laterais de tórax. Para as demais versões são sempre dois airbags frontais. À exceção das versões Sense e Vision 1.6 MT no hatchback e Vision 1.0 no sedã, as demais trazem sistema completo de segurança ativa, com controles de estabilidade (ESP) e tração (TCS), assistente de partida em rampa (HAC), e sinalização de frenagem de emergência (ESS).
 
Todos os veículos ainda são equipados com fixação ISOFIX com top tether para cadeirinha de bebê, destravamento automático das portas em caso de acidente, cintos de segurança retráteis de três pontos (dianteiros e traseiros) e com pré-tensionador (dianteiros), apoios de cabeça dianteiros e traseiros com regulagem de altura (para todos os ocupantes), estrutura de deformação programada, barras de proteção lateral e coluna de direção colapsável.
 
Dimensões
 
O compacto evoluiu para proporcionar praticidade e oferecer espaço suficiente para todos os passageiros. Em sua segunda geração, o HB20 teve suas medidas aumentadas. O tamanho entre eixos cresceu 30 mm para todas as configurações. HB20, HB20S e HB20X também estão mais largos – acréscimo de 40 mm, 40 mm e 30 mm, respectivamente – e mais compridos – aumento de 20 mm, 30 mm e 15 mm, respectivamente.

Garantia
 
A nova geração do HB20 tem cinco anos de garantia sem limite de quilometragem para veículos de uso particular. Nas aplicações comerciais, a garantia continua em cinco anos ou até atingir 100 mil quilômetros.
 
Primeiros 60 mil quilômetros

Os valores de manutenção para a motorização 1.0l aspirada são exatamente os mesmos da versão anterior, sem acréscimos, totalizando para as três primeiras revisões R$ 1.108,00. O mesmo ocorre para a versão 1.6l, preservando o valor de R$ 1.204,00 para as três primeiras revisões, tal como antes. No caso da inédita motorização turbo 1.0l GDI, o valor correspondente de R$ 1.185,00 é o mais barato entre todos os concorrentes diretos, o que mostra a preocupação da Hyundai em oferecer, com a nova geração do HB20, um produto altamente competitivo também no custo de propriedade.